Boog SRD ou Ovelheiro Gaúcho?

Boa Tarde Pessoal,

Venho por meio desta me posicionar perante a polêmica que surgiu envolvendo meu nome. Saiu na imprensa internacional que sou uma farsa. Que sou um cão de raça se passando por SRD.
 Tive um infância sofrida e passei anos em uma ONG. Agora que estou numa boa família estão me acusando de fraude. Vamos aos fatos:
Essa raça Ovelheiro Gaúcho é bem legal, mas eu mesmo não conhecia. Por isso vamos apresentá-la a vocês e deixar que tirem suas próprias conclusões.
Segundo o site http://www.cabanhadamaya.com.br“O Ovelheiro Gaúcho teve origem no Rio Grande do Sul sem planejamento, ao acaso, pela necessidade do peão de ter um cão que o ajudasse no trabalho das fazendas. Eles deveriam ser adaptados nas condições precárias do homem do campo sem exigências. No final do século 19 chegam na região os primeiros criadores europeus de ovelhas trazendo cães das raça Collie para pastoreio. Desse cruzamento do cão nativo com o de raça pura Collie, surgiu um animal rústico e resistente. Em 1950 chegam a região de Uruguaiana os cães da raça Border Collie junto com uma raça de ovelha australiana Merino que são cruzados com os mestiços locais. Em 20 de abril de 2000 a CBKC, Confederação Brasileira de Cinofilia, reconhe os ovelheiros gaúchos. Seus padrões foram estabelecidos e aprovados. São excelentes cães de pastoreio , porte médio e temperamento dócil. O ovelheiro gaúcho é alegre, inteligente, protetor, um excelente animal de companhia e de guarda. É de fácil adaptação, resistência e agilidade, aprende os comandos rapidamente e não deve ser agressivo com o rebanho.”
Abaixo vídeo em homenagem a raça.
Bem sendo SRD, “Border Lata”, ou Ovelheiro Campeiro, vocês terão de convir que sou bem simpático!

fiel8fdbe506a-9308-42da-b883-a8279b4d39cec537fd14-b49c-4811-a4c1-f3e344faf5f5f83bd4c6-ea69-4ee0-9815-2df74bbf9e1dexposição campeiro1d0c9007d-e2f0-4dff-b465-70f64ec591b7cc3b3pia-de-dsc008201

As fotos são de exposições recentes que estes cães participaram. Eu não estou em nenhuma delas.
Legenda da foto mais antiga:
 O Sr. Pedro Silveira na sua Estancia da Barra, Município de Santa Vitória do Palmar, RS,  com seu casal de ovelheiros. Foto de 1916 da Revista A Estância, gentilmente cedida pelo Sr. Erodes Armendaris Acosta, escritor, historiador autor do livro   “A Estancia Ovelheira” onde relata  a formação das estancias que criaram rebanhos de ovelhas no Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina e que dedica  um capitulo ao Ovelheiro Gaúcho.
E você? O que você acha? SRD ou Ovelheiro Gaúcho?! Dê a sua opinião!
Lambeijos do BOOG
Vídeo

Se sentindo em casa na Pet

Há dois dias, publiquei um texto dando dicas para você se sentir bem na Pet e o que o seu dono pode fazer para ajudar nisso. Você sabe que quase tudo depende dele, né? Agora  fiz um vídeo ilustrando muitas coisa. Abana o rabo e vai latindo em direção ao computador e mostra esse vídeo para o seu humano. Vocês vão gostar das dicas.

10 Dicas pro seu Pet se sentir em casa na Pet Shop

O sonho de todo proprietário é que seu Pet se sinta super confortável na pet shop, assim como eu me sinto aqui na Petit. Por isso, hoje eu vou dar umas dicas pra ajudar vocês nesse processo.

1 – Que tal um passeio? Leve seu Pet pra passear antes de ir para o Pet Shop.  A maioria de nós adora um passeio, é uma excelente oportunidade pra gastar energia, sentir vários cheiros diferentes e aliviar aquela vontade de fazer um pipi. Dessa forma a gente chega na Pet mais relaxado e com uma energia diferente.  As vezes chegamos apertados na Pet e não conseguimos segurar durante ou após o processo de banho, tendo que tomar mais um banho e ficar mais tempo fora de casa.
passeio com o cão

2 – Esperar pra quê? Agende um horário. Se for fixo melhor ainda, pois nós adoramos uma rotina. Sempre que o horário é agendado, entramos pra banho o mais rápido possível, assim evitamos aquelas esperas indesejadas que deixam a gente mega ansioso.  Isso também ajuda o pessoal da Pet que pode se organizar com antecedência e chamar mais gente em dias de movimento, diminuído atrasos.

3 – Cães de pelo longo como eu, temos que ser escovados em casa também. Já pensou passar dias sem escovar suas madeixas?  Vão acabar surgindo nós.  Escovar seu cão em casa faz com que ele se acostume melhor com as escovas e rasqueadeiras. E torna o processo no Pet menos traumático, afinal ele não vai precisar ficar horas sendo puxado pra poder tirar os nós. Ah seu bolso também agradece, pois é normal os Pet Shops cobrarem por este serviços extra.

4 – Hummm…mau hálito ninguém merece né? Além de ser desagradável, o mau hálito indica que precisamos dar uma atenção pros nossos dentinhos, pois aqueles restos de alimento que causam o mau hálito acumulam bactérias que podem nos deixar doentes! Por isso nossos dentes devem ser escovados com frequência. Se você cuida do seu sorriso deve cuidar do sorriso do teu pet também. A escovação em casa nos habitua com o processo e torna tudo mais simples no Pet. Pense nisso.

5 – A veterinária tem que ser nossa amiga. Por isso visitas recorrentes devem ser feitas. Não adianta nos levar lá só quando estamos doentes. Assim vamos acabar associando o Pet com uma coisa ruim. Prevenção é a palavra de ordem pra nós também.

 

6  – Coceirinha não pode! Se a gente se coça com muita frequência alguma coisa está errada, nossos piores inimigos podem estar por perto! Sabe quem são eles? As pulgas e os carrapatos. Eles nos causam muito incomodo e podem até nos deixar doentes, e a coceira constante nos enche de nós o que faz com que a escovação no Pet fique muito mais difícil. Tem mais. Um cão com pulga no Pet shop tranca todo processo faz com que toda a agenda atrase em aproximadamente 30 min, pois o pessoal tem que parar tudo para passar veneno, esperar ele agir e depois limpar novamente o ambiente.

PRURIDO

7 – Pra evitar que a gente passe mal, forneça nossa refeição bem antes da hora do banho ou só depois.  Assim a gente não fica nauseado.

8- Cheiroso e pronto pra ir pra casa! Depois do termino do processo, busque seu cãozinho em seguida, afinal se ele ficar muito tempo aguardando, pode acabar se sujando novamente, além do stress que pode ser causado.

BOOGPRETO

9 – Amigo pra todas as horas! É interessante nos levar no Pet pra visitar o pessoal, assim o vinculo com a equipe fica mais forte e a gente não associa a ida ao pet só com o fato de tomar banho.

10 – Se você confia eu confio também! Nos dias de hoje conhecer o local onde você deixa seu cãozinho é essencial. Escolha com carinho e passe essa confiança para seu pet!